BREAKING NEWS

Não leve à mal...

"Então te deixo com você
A chance de mudar
E tentar entender pra tentar
Recomeçar do zero e ver..." (Granada - Recomeçar Do Zero)

Não,não precisa levar à mal. Eu só escrevo isso pra libertar essa raiva que reprimi dentro de mim, escondendo o stress de ouvir sua voz maldita e ver seu rosto escroto. Não precisa também fingir que gosta de mim, por que eu realmente estou com raiva de você.
Me humilhe mais uma vez como você sempre fez, seu idiota estúpido. Engula essa sua saliva maldita cheia de veneno, e queime a merda do estômago que você tem. Me reprima e zoe com minha cara mais uma vez como em tantos anos, um dia esse porra de voz não vai sair mais.
Por que diabos eu consigo respirar quando fico respirando ar de pessoas como você? Eu canso todos os dias carregar a agonia de planos errados sobre o mundo. Agradeça à Deus por eu ter aprendido a não matar pessoas, por que você seria um dos primeiros da lista.
Não venha dizer que era uma brincadeira, por que eu também poderia fazer uma brincadeira com seus rins: Daria um nó e jogaria aos cães. É, eu sou muito psicopata. Eu reprimo minha raiva, pra que ela se liberte em palavrões e músicas sem refrões.
Você? Quem é você? Aquele amigo meu? Não, aquele morreu pra mim há uns atrás. Aquele sim se podia dizer que era um amigo, um companheiro e tudo. Você é apenas um saco de lixo prestes a ser levado pelo caminhão.
É, vou ser um pouco mais formal agora. Lembra-se dos dias em minha casa? Todo mundo junto, um grupo de amigos e brincadeiras que todo mundo as achava engraçadas. Aquilo era legal. Hoje? Suas piadas sem sentido, sua risada estúpida alta que faz todo mundo ter nojo. Isso é estúpido.
Que merda é essa que você quer dizer com suas atitudes e palavras? Não consigo entender. Virei um alvo pra você tentar criar uma piada legal pra se mostrar pros velhos amigos? Pelo jeito sim, né seu merda? Mas que vá tudo à merda.
É, eu estava explodindo hoje. E vou estar depois de amanhã, mês que vem, ano que vem. Por que se eu fingir que não vejo você enfiando facadas em meus ombros e depois jogar um remédio sem tirar as facas, isso seria um alguém imbecil.
Não importa o que você diga, o que você faz, o que você tem. Eu ainda estou aqui caminhando, e não vai ser hoje que palavras humilhantes vão segurar meus pés no mesmo lugar. Eu vou mostrar pra você o que é gritos de silêncio e maldições invisíveis.
O tempo vai correr, como eu vou correr pisando em cima de você. E eu farei questão em cuspir em você, jurando não voltar atrás. Então, não quero que você se iluda pensando que o que pensei sobre você vai mudar e amizade voltará como antigamente.
Não,não vai. Eu acreditava num amigo de antigamente, que eu confiei, que eu poderia confiar minha vida nele, mas hoje em dia, acho que eu não confiaria nem segredos. Abandone mais aquela ideia que eu vou aceitar suas provocações, seus sorrisos malditos, sua voz filha da puta e toda essa merda que completa você. Hoje eu não perdoarei o que você fez hoje, como fiz ontem.
E esse texto idiota, fica minhas preces, pra que eu nunca volte a ser quem eu prometi ser só pra aparecer, só pra terminar como um maldito como você. Não, não leve à mal não, isso não é algo que vá te machucar, só não me peça pra te ajudar depois de tudo o que você ousou falar.
Mas também não guardo rancores, seria suficiente um "Desculpa,cara,foi mal" e não a merda de um "Foi brincadeira". Eu passei a minha vida inteira sendo zoado, sendo pisado por manadas de animais retardados. Eu esperava que você não fosse um deles. 

Texto publicado originalmente em Pequenos Textos em um Blog, e postado com a devida autorização.
Não leve à mal... Não leve à mal... Reviewed by Debora Gobor on 1/18/2012 04:59:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário:

Muito obrigada pela participação!
Em breve te responderemos!
Deixa o link do seu blog para eu te seguir, caso você me siga!
Ficarei muito feliz com sua participação!
Obrigada, Equipe S.Q.T.A

Sora Templates