BREAKING NEWS

Até que se ache um título - Parte III


Tumblr_m5il8kmbev1runixyo1_500_large
- Se eu acredito em destino?
- É... bem........................ você acredita?
- Totalmente!
- Que bom, porque eu também! Prazer em revê-la Liliana.
- O prazer é todo meu, principalmente porque você é o único daqui, tirando minha família, que fala Liliana certo...muito... muuuuuito obrigado!
- Disponha!

Nunca foi tão constrangedor, pra mim, ficar mais de dois minutos quieta, do lado de alguém. O Henri tinha algo que mexia comigo.. Mexia com os meus sentidos, mexia no meu cora....


- Coração?
- Que?       Ein?                Ahhhhhhhhhhhhhhhhh  rocambole de coração do Brasil, é uma delícia!
- Nossa, que bela lembrança, eu sempre gostei de rocambole, mas nunca vi de coração.
- Nossa digo eu! – tentei rapidamente mudar o assunto- Aliás, há quanto tempo você mora aqui?
- 1 ano.... bom, na verdade, é um ano... mas se contar bem certinho é mais, as vezes somos motivados a fazer algo que não é certo, mas eu resolvi arriscar.
- Arriscar?
- É... fazer besteiras... como se fosse dizer um “fuck you” pra todo mundo, sabe?                                                              ......................................pegar a mochila, alguns trocados e esquecer da vida.
-Típico! Mas é impossível esquecer-se da vida. Na verdade, quem tenta, nunca consegue...
-E como a moça pode ter tanta certeza?
- Porque eu já disse “fuck you” pra quem eu mais amava... sabe? Peguei minha mochila, alguns dólares e sumi.
- My god! Dúvido! Como isso? Você me parece tãaaaaao patricinha... desculpe, mas parece. – ele sorriu.
- Eu? Patricinha? Vê se te enxerga garoto! Sou uma aspirante a madame! – ele sorriu mais ainda.

E que sorriso mais lindo....O Henri é tão... tão cativante. O sorriso dele me deixa boba, sem ar. A sensação é quase a mesma de quando você visita  a Disney pela primeira vez...é tudo tão encantador... Ou a primeira viagem de barco... ou o primeiro beijo.. é tudo tão “bobo” mas tão marcante... e é impossível não se apaixonar... pela Disney viu? Pela Disney... não pensem besteiras!

- Lily, me desculpe, por rir.. foi impossível! - ele ficou vermelho.
- Não sei, vou pensar sobre... jamais admito me chamarem de patricinha! - falei, só pra contrariar e fazer charme.
- Aé, moça? - ele chegou perto de mim -  E o que eu posso...  -  ele chegou mais perto ainda -  fazer pra você me desculpar?
- Se ajoelhar lá no meio da rua, e gritar bem alto "sou um mané"! Ou isso, ou nada feito!

Ele só me olhou... fez um cara estranha. Pegou a mochila, e saiu. O que foi que eu fiz? Porque ele levou tão a sério? Era só brincadeira... poxa vida! A única pessoa legal que eu conheci nesses últimos tempos acabou de se mandar. Bem feito Liliana, bem feito mesmo! Você é uma burra! Uma burra! Buuuuuuuuurrrrrra! Bem feito!

Continua...

Parte 1 - Parte 2.
Até que se ache um título - Parte III Até que se ache um título - Parte III Reviewed by Debora Gobor on 6/12/2012 07:30:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário:

Muito obrigada pela participação!
Em breve te responderemos!
Deixa o link do seu blog para eu te seguir, caso você me siga!
Ficarei muito feliz com sua participação!
Obrigada, Equipe S.Q.T.A

Sora Templates