BREAKING NEWS

Eu não sou mais criança

Domingo. O dia internacional pra fazer nada. O dia em que se deve acordar tarde, tomar café na hora do almoço, se enfiar embaixo das cobertas e passar horas vendo algum Telecine, que sempre passa os mesmos filmes. O meu domingo seria assim, mas não foi. Foi exatamente meu primeiro dia sozinha em casa. Pais viajando, levaram meus vigias (chamados avós), e por sorte, o irmão mais novo foi junto. Pode existir algo melhor? E eu, que sempre reclamava que carro com 5 lugares era pouco, dessa vez, foi genial!

Apesar de não conseguir terminar de ver dois filmes, que por sinais eram incríveis, meu dia rendeu inspirações, cobertor e comida. Claro que sente falta, mas hoje, não. Eu queria que alguém estivesse comigo... alguém especial, mas optei por obedecer e preferi não arriscar.

Morar sozinha é algo que todas as adolescentes desejam. Desculpe-me se você não... mas vale pensar porque você desconsidera isso, sendo que a vida solitária no lar é bem melhor... sabe, pensa comigo, ficar sem a sua mãe que fica te cobrando pela louça que você ainda não lavou, seu pai mandando você sair do computador e seu irmão deixando a internet mil vez mais lenta por causa desses joguinhos de toda criança; é tudo tão real que sair da zona de conforto é a melhor opção pra qualquer adolescente.

Claro que as suas obrigações ainda continuam, como por exemplo, lavar a louça, ou senão varrer toda a casa, tirar o lixo e recolher a roupa do varal, que inclusive foi a máquina automática que lavou (uma das melhores coisas do mundo). Mas tem algumas diversões como dar festinhas até tarde, o boy dormir com você, e não ter que cozinhar todo santo dia, até porque cozinhar é horrível.

E hoje eu curti o meu dia. Não, eu não fiz nada demais, e muito menos é algo que vai revolucionar a minha vida, mas me deu todas as condições pra aceitar que eu me viro bem, e que em breve estarei pronta pra ter a minha vida, sem depender dos meus pais, sem ter que aturar pessoas que eu não gosto, e principalmente, de não dar satisfações. E eu não quero falhar, eu quero ir, e não voltar mais. Quero ser dona do meu nariz, comprar tudo o que eu quiser, e planejar meu casamento em alguma ilha deserta. Só pra vip's.

Quero acordar com um beijo enorme, um belo café-da-manhã e uma rosa, cor-de-rosa. Quero ouvir meus filhos cantarem musiquinhas divertidas, e dar a oportunidades deles viajarem de avião logo. Quero que minha filha tenha opções para os quinze anos dela (porque eu não tive): viajem ou festa? Ou então, deixar meu filho fazer um intercâmbio. Quero que meu marido seja incrível todos os dias, e que não me deixe por erros tão banais, e tão comuns, que eu já vi pessoas cometendo. Eu quero ser eu. A Debora de sempre, a única que me aceita como eu sou, e que não reclama do meu cabelo. Obrigada Debora, você me deixar sempre feliz. Mesmo com as suas besteiras. Mesmo com tantas virgulas em um texto.

Miss you, darling.

Eu não sou mais criança Eu não sou mais criança Reviewed by Debora Gobor on 7/15/2012 07:53:00 PM Rating: 5

6 comentários:

  1. Que lindo seu texto!
    Ameii!
    Beijos
    @maihferreira

    http://ithecloset.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. adorei o seu blog e estou seguindo, me segue tbm ?
    www.rebecacarolinee.blogspot.com
    beijoos e fique com deus
    Boa tarde.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o blog! Também quero muito acertar "ir e nunca mais voltar", a não se pra visitar.

    Beijão
    paraisodoesmalte.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Rebeca
    sigo sim!!

    beijos!

    ResponderExcluir
  5. É melhor acertar...
    obrigada!
    volte sempre!

    beijos!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela participação!
Em breve te responderemos!
Deixa o link do seu blog para eu te seguir, caso você me siga!
Ficarei muito feliz com sua participação!
Obrigada, Equipe S.Q.T.A

Sora Templates