BREAKING NEWS

ALGUNS MINUTOS - Gustavo Simioni

"No matter what, i got your back
I'll take a bullet for you if it comes to that
I swear to god that in the bitter end
We're gonna be the last ones standing" (Papa Roach - No Matter What)



3 horas. 180 minutos. Aproximadamente 32400 segundos. Dá pra fazer muita coisa nesse tempo, se eu não soubesse que amar faz o tempo passar mais rápido. Até agora lembro do seu sorriso radiante, das suas palavras confortantes, e principalmente seu beijo.

Hoje, naquela tarde, os pássaros faziam a melodia de fundo pro nosso filme começar. Éramos o casal principal naquele cenário sem personagens, onde existia o mundinho meu e seu e de mais ninguém. Éramos o casal que tem "muito em comum", e que as pessoas realmente estavam afim de fofocar.

Queria ter tido mais tempo. Estou achando suas indas e vindas muito rápidas. Daqui a algum tempo vou aí na sua casa e te rapto, e te deixo lá em casa u-u. Assim eu poderia te ver quando eu bem entendesse, sem me preocupar com os horários e eu poderia te ver dormir.

Mesmo assim, eu agradeço por existir. Sem você, as rédeas da minha vida estavam se entrelaçando fortemente e iriam logo logo se partir. Sem você, as madrugadas frias eram mais mortas e os meus dias eram mais cinzas. Sem você, eu não existia.

Agora, eu estou mais vivo. Não sou mais aquele zumbi que ia pra escola dormindo por medo de acordar e me machucar, de tarde sentar no computador e não fazer nada por medo de encontrar pessoas que vão me atacar psicologicamente, e de noite perder meu tempo da minha preciosa vida em coisas inúteis. Não sou mais um idiota. Sou um novo Gustavo, um novo homem.

Quem me vê hoje nem acredita que era eu aquele que colocava a touca e dizia que "o mundo é uma merda e a vida é uma vadia." Quem me vê hoje sorrindo nem acredita que era eu quem quase chorava antes de dormir, pensando que nunca iria ser feliz.

Eu ainda vou te surpreender mais e mais, todos os dias, pra você se apaixonar mais do que já é por mim (sé que isso é possível.) Eu ainda irei te ligar de madrugada, dizer que te amo e vou tornar a desligar, só pra você me ligar de novo e dizer "o que foi isso?". Um dia irei te cantar a nossa canção, só que irei transformar numa música mais acústica, por que ao contrário dos casais normais, não temos uma música lentinha.

Então vamos, venha me consertar. Você sabe muito bem como sou um robozinho com defeito de fábrica, que fala às vezes demais e depois não sabe como consertar. Aquele garotinho inocente que sabe às vezes ser um "diabinho", aquele romântico que com o coração na mão pede um beijo. Sim, sou aquele robozinho.

Quando você puder, me ensine a dançar, você sabe como sou péssimo nisso. Quando você puder, me ensine a andar de roller, não faço ideia como diabos se faz isso. Quando você puder, me ensine a arte de namorar, também sou iniciante e não faço ideia de como fazer isso. Quando você puder, me ensine o que você quiser, apenas me ensine.

Relatos de testemunhas podem provar que eu sou mais feliz do que antes, que eu sou menos idiota do que antes. E os seus beijos, ahh, seus beijos, é o que me fazem viajar em todos os meus dias. Me abraça forte de novo, quero você pertinho de mim de novo. Viu só como apenas alguns minutos os nossos sentimentos viraram assunto?

Texto do Gustavo Simioni, do blog Pequenos Textos em um Blog e postado aqui com a devida permissão.
ALGUNS MINUTOS - Gustavo Simioni ALGUNS MINUTOS - Gustavo Simioni Reviewed by Debora Gobor on 8/19/2012 02:00:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário:

Muito obrigada pela participação!
Em breve te responderemos!
Deixa o link do seu blog para eu te seguir, caso você me siga!
Ficarei muito feliz com sua participação!
Obrigada, Equipe S.Q.T.A

Sora Templates