BREAKING NEWS

Querido, _dear...

Um dia li num twitter qualquer que "acorda garota, livros e moda são fúteis"... minha reação foi te encher de nomes mentalmente, e querer te falar umas verdades bem boas, mas preferi me conter, eu sabia que a hora de te falar tudo iria chegar. Chegou.

Sempre percebi seu olhar diferente, seu modo de falar comigo, suas birras, seu jeito de me tratar mal, sua distância, seu medo. Sempre soube de alguns detalhes que jamais ninguém soube, e eu lembro de ler seu livro, torcendo pra que você se desse bem nessa vida, encontrasse sua Savannah, onde ninguém mais iria encontrar. Só não esperava ser ela. Não esperava ter que um dia ler aqueles textos que me machucaram mais que qualquer outra coisa. Não esperava ter sua rejeição. Ter seu orgulho ferido. Ter o meu coração partido.

Livros não são fúteis. Eles me completam, me deixam bem. Eles me fazem rir, me fazem chorar. Me deixam suspirando, me dão medo, me machucam. Me ajudam. Me despertam. Me deixam relaxar. Livros me ensinam, melhoram meu português. Livros nunca será algo fútil, por favor, se redima quanto a isso.

Moda também não é fútil. Moda é um dos negócios que mais geram lucros no mundo, então de fútil isso não tem nada. Meu blog não fala de moda o tempo todo, e eu nem sou expert nisso, sou apenas uma pobre blogueira, então, antes de tudo, considere as pessoas que vivem disso, elas não são fúteis.

O amor não é algo fútil.

Aliás, não se conquista nenhuma garota por causa de música sertaneja. Cansei de ler isso no seu twitter. Francamente! A música é algo do momento, completa. Diz por si só. Mas não é porque ouvi uma música, que me apaixonei. A música apenas se encaixou naquela hora, e tudo ficou bem... bem, ou mal, sabe? NX zero...

E desde quando precisa de um carro pra se namorar alguém? Em qual século você vive? Eu jamais ficaria com alguém por causa do carro dessa pessoa. E a gente já conversou sobre isso: é amor antigo. É meu primeiro amor, algo que mexe com o que há de mais profundo em mim. Algo que me completa, que me agita, que me faz chorar. Não é o carro. É o coração. O coração dele me faz suspirar. Me faz chorar. Me faz amar.

Até hoje eu não entendo porque você escolheu virar as costas, não me falar nada, me ignorar. Quando eu comecei a sentir suas indiretas, você fugiu, excluiu, bloqueou. Denunciou. Sofri. Perdoei. Estar apaixonado é um pecado? Você nem acredita em Deus... então, entre o bem e o mal, nada iria mudar você falar ou não o que sentia por mim. Eu apenas iria te entender. Te aceitar. E te dizer que não sou feita pra você. Não sou perfeita. Você jamais iria me querer mesmo.

Como você bem diz, garotas precisam de cérebro. Eu tenho um. Eu uso ele, e eu sei muito bem a diferença de várias coisas nessa vida, mas, se você tem um pouco de consideração por mim, apesar de todo o mal que você causou ao meu coração, por favor, pare de me tratar como uma megera, criança indefesa, como uma fútil, como uma qualquer. Não sou uma qualquer. Não sou uma qualquer pra você. Sou eu. Triste, abatida, incrivelmente magoada, e ao mesmo tempo feliz, por você entender que não é comigo que nosso filme vai ter THE END.

E como diz Taylor Swift, minha cantora favorita... long life dear.
Querido, _dear... Querido, _dear... Reviewed by Debora Gobor on 12/31/2012 02:26:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário:

Muito obrigada pela participação!
Em breve te responderemos!
Deixa o link do seu blog para eu te seguir, caso você me siga!
Ficarei muito feliz com sua participação!
Obrigada, Equipe S.Q.T.A

Sora Templates